Hipertensão e Diabetes uma dupla que requer todo cuidado!

 

No dia 17 de maio é comemorado o Dia Mundial da Hipertensão, essa data visa conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico preventivo e do tratamento da doença1. No Brasil, os últimos levantamentos vêm demostrando um aumento de pessoas com diabetes e hipertensão, e esse crescimento pode estar ligado a hábitos de vidas não saudáveis como, má alimentação, sedentarismo e obesidade.2

Mas qual a relação do diabetes com hipertensão?

Os níveis elevados de açúcar no sangue promovem aumento de processos inflamatórios em nosso organismo e propicia a disfunção endotelial, que significa a perda da função da camada mais interna dos vasos sanguíneos, aumentando o risco de desenvolver doenças cardiovasculares.3 A diabetes e a hipertensão aumentam o risco de desenvolver problemas nos rins, doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca e derrame.4

Para evitar futuras complicações é necessário seguir corretamente as orientações médicas. E para desmistificar esse assunto preparamos informações importantes. Preparados?

 

  • Mantenha sua glicemia controlada.

 

Pode parecer clichê, mas a melhor forma evitar complicações futuras do diabetes, incluído problemas cardiovasculares, é mantendo sua glicemia controlada e para isso, é importante seguir as orientações médicas e o tratamento recomendado. Outra dica importante é monitorar frequentemente a sua glicêmica, com a ajuda de aparelhos adequados, alertando seu médico sempre que os valores estiverem fora da meta estabelecida para seu tratamento.3,4

 

  • Controle sua pressão arterial

 

Manter a pressão nos limites estipulados pelo seu médico reduz as chances de derrame, insuficiência cardíaca e outras complicações cardiovasculares. E para isso é necessário continuar seguindo o tratamento corretamente. Medir a pressão regularmente será sua melhor aliada no controle da pressão arterial, além de medir na consulta é possível utilizar aparelhos domésticos, que ajudaram a anotar valores em diferentes momentos do dia, mas lembre-se de que devem estar devidamente calibrados e em perfeito estado de funcionamento.4,5

 

  • Alimentação saudável

 

Comer saudavelmente está diretamente associado a uma diminuição de riscos cardiovasculares e do diabetes, por isso invista em uma alimentação equilibrada e colorida, consumindo todos os grupos alimentares, mas sem excessos! Troque o consumo de bebidas açucaradas, como o refrigerante, por água e reduza o consumo de sal da alimentação. Invista em temperos e especiarias, assim você dará mais sabor ao seu alimento e diminuirá a quantidade de sal no preparo. Crie o habito de olhar os rótulos dos produtos, analisando seus componentes, incluindo a quantidades de sódio do produto e açucares. Invista em uma alimentação rica em hortaliças, frutas e cerais integrais e reduzindo o consumo de gorduras, álcool, doces e carnes vermelhas. 1,5,6

 

  • Inclua atividade física em sua rotina

 

Não importa o tipo, realizar atividade física promove benefícios para a hipertensão e para o diabetes.

A prática regular de atividade física promove benefícios no controle glicêmico, reduz a pressão arterial, perda de peso e proporciona bem-estar. Caminhadas, alongamento, musculação, ioga, hidroginástica, natações, entres outras. Independente da escolha, o importante é não ficar parado, mas lembre-se antes de iniciar qualquer atividade física converse com seu médico. 5.6

 

  • Pare de fumar

 

O tabagismo aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e complicações do diabetes. É observado que fumantes possuem maior dificuldade em controlar a glicemia quando comparado a pessoas não fumantes. Por isso reveja esse hábito, mas lembre-se, você não está sozinho nessa jornada procure ajuda profissional e apoio familiar durante o processo. 5,6

 

Para mais informações sobre a hipertensão, conheça o #porquesim (www.porquesimservier.com)

 

 

Referências

  1. 17/5 – Dia Mundial da Hipertensão. Ministério da Saúde. Biblioteca virtual em saúde. Acesso em: https://bvsms.saude.gov.br/ultimas-noticias/2718-17-5-dia-mundial-da-hipertensao. Acesso: 10/05/2021.
  2. MINISTERIO DA SAÚDE. Vigitel Brasil 2019: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília: Ministério da Saúde, 2019. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/vigitel_brasil_2019_vigilancia_fatores_risco.pdf. Acesso: 10/05/2021.
  3. International Diabetes Federation. IDF diabetes atlas ninth edition. IDF, 2019. Disponível em: https://www.diabetesatlas.org/en/resources/ . Acesso: 10/05/2021.
  4. GROSSMAN, A.; GROSSMAN, E. Blood pressure control in type 2 diabetic patients. Cardiovascular diabetology, v. 16, n. 1, p. 1-15, 2017.
  5. AMERICAN DIABETES ASSOCIATION et al. Standards of Medical Care in Diabetes – 2021;44(supl 1):S1-S232.
  6. BARROSO, W. K. S. et al. Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial–2020. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 116, n. 3, p. 516-658, 2021.