O PRIMEIRO PROGRAMA PARA REDES SOCIAIS SÓ SOBRE DIABETES

Novidade no Brasil e no exterior, o programa Diabetes Dia a Dia é uma iniciativa do Projeto Bom Dia, da Servier do Brasil, para provar que a abordagem multidisciplinar é a melhor alternativa para cuidar do diabetes e levar uma vida normal.

Por isso, durante seis meses o programa vai acompanhar, em tempo real, o desafio de 4 pacientes tentando controlar a doença com a adoção de tratamentos que combinam o uso de medicação e mudanças no estilo de vida.

EPISÓDIOS

PARTICIPANTES

COMO FUNCIONA?

Avaliação inicial

No episódio de estreia, serão apresentados os pacientes que participam do programa, seus respectivos médicos, os dados clínicos de cada participante e os principais desafios que eles enfrentarão durante os seis meses do programa.

Episódios mensais

Uma vez por mês o Dr. Luis Fernando Correia vai voltar a conversar com cada paciente, e também com seus médicos, para saber quais progressos os participantes estão fazendo e quais dificuldades estão enfrentando.

Novidades semanais

Para você ficar por dentro das novidades, acompanhar a evolução dos participantes e saber como eles estão se sentindo, toda semana eles vão publicar posts, stories ou reels nas redes sociais do Projeto Bom Dia.

Avaliação final

No último episódio será avaliada a evolução dos participantes no controle da diabetes e apontados os benefícios do tratamento multidisciplinar em cada caso, destacando onde eles acertaram e onde eventualmente poderiam melhorar.

ÍNDICES CLÍNICOS AVALIADOS

Importante

Em hipótese alguma os conteúdos e valores de referência abaixo podem substituir a consulta a um especialista. Não recomendamos o tratamento do diabetes sem o devido acompanhamento médico.

Glicemia em jejum

Glicemia em jejum é um exame muito rápido que mede a quantidade de glicose em circulação no sangue depois de ao menos 8 horas sem a ingestão de nenhum alimento. É considerada normal quando o exame mostra um nível de glicose menor que 110 mg/dL (110 miligramas de glicose por decilitro de sangue).

Fonte

Ministério da Saúde: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategias_cuidado_doenca_cronica_obesidade_cab38.pdf

Hemoglobina glicada

Enquanto o exame de glicemia em jejum identifica os níveis de glicose no sangue no momento da coleta, o de hemoglobina glicada (ou Hb1Ac) reflete os níveis glicêmicos nos últimos 3 ou 4 meses e revela se o paciente está realmente controlando o diabetes. A hemoglobina glicada é considerada normal quando é menor que 6,5%.

Fonte

Ministério da Saúde: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategias_cuidado_doenca_cronica_obesidade_cab38.pdf

Índice de Massa Corpórea – IMC

Em muitos casos o diabetes está associado à obesidade. Por isso, o Índice de Massa Corpórea é um dos principais indicadores avaliados pelos médicos que cuidam da doença. Trata-se de um critério internacional para determinar se uma pessoa está dentro do peso normal ou não. É calculado dividindo-se o peso do paciente pela sua altura ao quadrado. Quando o resultado desse cálculo varia de 18,5 a 24,9, considera-se que o paciente tem peso normal, conforme a tabela abaixo:

Fonte

Ministério da Saúde: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/215_obesidade.html

 Circunferência abdominal

Os médicos se interessam pela circunferência abdominal porque a gordura acumulada nessa parte é um fator de risco para diversas doenças, inclusive o diabetes. A tabela a seguir mostra as medidas consideradas normais para homens e mulheres.

Fonte

Ministério da Saúde: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/orientacoes_coleta_analise_dados_antropometricos.pdf

Pressão arterial

Nem sempre a hipertensão está associada à diabetes. Ou seja, um paciente pode ter pressão alta, mas não ter diabetes. Ou ter diabetes e não ter pressão alta. Porém, os médicos sabem que a diabetes aumenta o risco de hipertensão e de emergências médicas associadas à hipertensão, como infartos e AVCs. É por isso que o programa Diabetes Dia a Dia também vai ficar de olho na pressão arterial dos participantes.